Home » Prática Pedagógica » Como criar uma horta escolar

Como criar uma horta escolar


Com a crescente onda de liberação de agrotóxicos sobre o alimento plantado pelo mundo, é natural que as pessoas estejam procurando uma alimentação mais saudável e nutritiva. Assim, do mesmo modo, é cada vez mais  comum nos depararmos com uma horta urbana pela cidade, como se tentássemos conter um problema sério de envenenamento pelo alimento que deveria ser saudável. E por que não incentivar as crianças a se conscientizarem sobre a importante necessidade de uma horta nas escolas?

A merenda pública escolar do brasileiro está entre as mais balanceadas do mundo, perdendo apenas para países como a França, onde o alimento é levado muito a sério por todos os seus cidadãos. Mas este propósito essencial ainda gera muitas possibilidades de  aprendizado, e um professor engajado, apoiado por uma gestão escolar acessível e acolhedora, pode transformar a forma como os alunos enxergam o alimento que recebem em casa, além de estimular e desenvolver vários aspectos sociais e práticos no seu dia a dia.

Como criar uma horta escolar

aluno com pé de alface em garrafa pet

O professor poderá usar este modelo de projeto para se inspirar e aplicá-lo na própria escola. Para o aluno que pretende sugerir a ideia de criar uma horta na escola em que estuda, siga estas dicas. Você irá precisar desenvolver um projeto e apresentá-lo para um professor ou diretamente aos gestores escolares. Este projeto deverá conter o seguintes tópicos:

  • Tema;
  • Capa;
  • Solicitação;
  • Objetivo;
  • Propósito;
  • Função;
  • Desenvolvimento;
  • Aplicação prática;
  • Resultado.

O tema a ser desenvolvido é, “Horta Escolar”, então comece assim o seu projeto. Depois crie uma capa relacionada a este tema para a apresentação visual. Solicite então, a atenção dos leitores, exemplo: “Projeto Horta Escolar E.E.P.G. Maria…”.

Objetivo da Horta Escolar

O objetivo da horta escolar é desenvolver a conscientização da importância sobre o alimento que comemos todos os dias. Preparar o solo para a germinação das sementes, aguar e proteger o ambiente contra possíveis pragas, acompanhar o seu desenvolvimento, inspira no aluno a necessidade de comprometimento com responsabilidades sobre o projeto e o alimento que consome. Se as sementes não germinarem, significa que os alunos falharam no processo de plantio, e neste caso, observações devem ser feitas sobre o fato ocorrido, evitando assim, novos erros no futuro.

É importante envolver todos os  alunos interessados em participar do projeto de plantação da Horta Escolar, para tanto, se faz necessário criar um berçário para as plantas. Cada aluno deverá ter a sua própria produção de sementes,  que deverão ser plantadas em copinhos descartáveis de café individuais. Deste modo, o conceito de responsabilidade, acerto e erro, não se toma por parte do grupo, mas, poderá ser observado de forma individual. Interessante também, que os próprios alunos possam pontuar, de zero a 10, seu desenvolvimento pessoal em relação ao projeto, para que se sintam ainda mais responsáveis. A lista de pontuação de envolvimento pessoal com o projeto pode ser aplicada em todo tipo de trabalho desenvolvido, e pode ser observado entre o professor e o aluno para medir, prever, e concertar os possíveis erros que por acaso surjam com o passar dos dias.

A lista de pontuação pessoal deve ser mais ou menos assim:

  • Envolvimento: 10 – Muito interessado em participar do projeto.
  • Participação: 08 – Finalizando a organização dos materiais necessários.
  • Estrutura: 05 – Ainda não concluí a lista de materiais necessários para estruturar o projeto.
  • Desempenho: 06 – Muita intenção de participar, mas atrasado com a estruturação dos materiais.

Propósito da Horta Escolar

O propósito de cultivar uma Horta Escolar é o de conscientizar os alunos sobre a necessidade de disposição, responsabilidade e interesse no reconhecimento de valores que devemos desenvolver sobre os alimentos. O quão é importante preservar o solo, para que não se contamine com toxinas artificiais, aquilo que comemos. A importância da água da chuva para a manutenção do projeto. Como a chuva se dá pela transpiração das árvores. O quão devemos ser gratos por aqueles que preservam o meio ambiente para que tenhamos alimentos cada vez mais saudáveis.

De acordo com essa conscientização profunda sobre os aspectos necessários para o consumo saudável de alimentos, o desperdício deverá ser prontamente contido. É preciso valorizar e reconhecer o processo para que se possa evitar o desperdício.

Função da Horta Escolar

A função do projeto da Horta Escolar é favorecer a conscientização sobre a necessidade de cultivo e proteção do meio ambiente em favor do alimento. Reduzir o desperdício nas cantinas escolares por meio da observação e controle do uso do alimento coletado na Horta e utilizado para a alimentação dos alunos. Reduzir o desperdício de alimento em casa. Melhorar a qualidade nutricional da alimentação dos alunos. Valorizar o alimento consumido. Adotar hábitos alimentares mais saudáveis. Conhecer sobre o processo biológico de germinação e reprodução das plantas e sementes. Desenvolver cálculos exponenciais sobre maturação, germinação, crescimento e colheita de cada alimento. Prever riscos e aceitar perdas para preveni-las futuramente. Desenvolver aspectos de responsabilidade, atenção e cuidado.

Desenvolvimento da Horta Escolar

O desenvolvimento da Horta Escolar faz parte do processo de aplicação e observação da plantação. Nesta fase, as mudas individuais, plantadas logo no início do projeto, devem estar prontas para o replantio diretamente no solo, ou, apenas gerenciamento, se já estiverem plantadas. Uma tabela de gerenciamento poderá ser criada para estabelecer parâmetros de necessidades e estatísticas de crescimento da planta. Devem ser discutidas a relação com a água e a maior ou menor necessidade deste elemento. Se houver pragas, o que deverá ser feito. O que os alunos podem sugerir como forma de proteção para as plantas com pragas? Agrotóxicos, ou, alternativas naturais que promovam menos impacto ambiental? Quanto tempo ainda falta para a colheita de determinada planta? Qual a importância das borboletas, abelhas e insetos predadores de colchonilhas nesta fase do desenvolvimento das plantas?

Restos e sobras de alimentos da cantina, devem ser reservadas para um minhocário para a geração de adubo natural e chorume.

Aplicação Prática da Horta Escolar

Neste tópico delimita-se um espaço da área escolar para a aplicação prática do projeto. Em que local uma horta poderia ser mais adequada num ambiente escolar? As propriedades e atributos já devem ter sido listados para que o local seja designado.

Caso a escola não possua área de solo disponível, observe a possibilidade de criar uma horta vertical, e aproveite para inserir a conscientização sobre a reutilização e reciclagem de garrafas plásticas no projeto.

Resultado e Conclusão sobre a aplicação e desenvolvimento da Horta Escolar

O resultado e a conclusão sobre a aplicação e desenvolvimento do projeto da horta Escolar deve reunir todos os aspectos observados, e tabelas de mensura de plantação e colheita. Uso dos alimentos. E observação dos alunos.

O projeto experimentado revelou maior conscientização dos alunos e alcançou as expectativas? Qual foi a média final sobre a pontuação de desenvolvimento pessoal que cada aluno deu a si mesmo e por que? Realize um debate sobre o que poderia ter sido feito de melhor para maiores resultados?

Siga a nossa página no Facebook e envie fotos dos seus projetos de hortas para incentivar e motivar mais alunos e professores, estamos ansiosos.

Nós do Educandoteka desejamos ótimos resultados!

 

 

 


About Teka

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Ad Plugin made by Free Wordpress Themes