Home » História » Povos da Mesopotâmia

Povos da Mesopotâmia


A Mesopotâmia foi identificada como a região do crescente fértil, onde surgiram os primeiros povos civilizados do mundo ao qual se tem notícia. Entre estes povos estavam os sumérios, pessoas que desenvolveram um complexo modelo de escrita, poemas, cantos, libação aos deuses, bebidas sofisticadas como, cerveja e vinho, e um eficiente sistema de irrigação utilizando os rios Tigre e Eufrates, para sustentar suas famílias e proporcionar a agricultura para o comércio. Os sumérios também plantavam grãos, tâmaras e trigo. Eles eram um povo vizinho dos acádios, mantinham comércio com eles, e influenciaram a sua religião, escrita e mitologia, assim como fizeram com os mariotas, da cidade de Mari, localizada mais ao norte,  e Ebla, ambas grandes cidades com potencial mercantil. Estes povos acabaram por serem dominados pelos amoritas, que surgiram ao sul da região que hoje conhecemos como, sul do deserto árabe. O surgimento do povo sumério data de aproximadamente 5 mil anos a.C., e os amoritas os dominaram por volta de 1.900 a.C.

Mas a Mesopotâmia não vivia em paz, Ebla atacava constantemente a cidade de Mari, sua rival, e também havia um povo nômade de rebeldes chamado “benjaminitas”, que constantemente causava problemas aos mariotas. Os constantes ataques eram motivados pela ganância em assumir o controle do comércio na região, pertencentes a Mari e Ebla. A paz só encontrou um meio sob o governo de Hamurabi, no século XVIII ,que instituiu leis e regras para que houvesse civilidade e respeito entre os povos. Seu código de leis ficou conhecido como o “código de Hamurabi” rei da Babilônia. Nesta época, a Babilônia foi uma das regiões mais bem sucedidas da mesopotâmia, e era dedicada ao Deus sumério Marduk. As torres de Babel da bíblia, aparentemente foram erigidas em sua homenagem.

Mas logo entre os anos de 1300 e 600 a.C., a mesopotâmia seria dominada pela assíria, conhecida por manter um poderoso e violento exército militar. Já em aproximadamente 612 a.C., os amoritas e os caldeus colocaram fim ao Império Assírio e instituíram a organização do Segundo Império Babilônico governado pelo rei Nabucodonosor. Este rei haveria de ter reconstruído as muralhas da cidade e seus jardins suspensos, que hoje se qualifica como uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo.

A região mesopotâmica se estendia desde a partir dos territórios próximos ao sul do Golfo Pérsico, passando pela Babilônia, Síria, Líbia até a região do Egito. Atualmente compreende a região do Iraque, Kuwait e partes da Síria.

Fonte: Mitologia Suméria

Achados arqueológicos

Sabemos que todas estas coisas aconteceram nesta região pois, arqueólogos, em meados do século XIX, se interessaram em escavar a região da Mesopotâmia e Palestina a pedido do Museu Britânico, em busca de uma comprovação da história universal da bíblia. Naquela época, a única fonte de registros que se tinha conhecimento sobre o entorno dos rios Tigre e Eufrates eram aquelas presentes na compilação bíblica. A bíblia menciona nomes de regiões e povos que nem mesmo os gregos ou romanos conheciam, e não havia qualquer artefato arqueológico que pudesse comprová-la. Então, em 1843, o cônsul da França em Mossul, Paul Emille Bota, descobriu em Corsabad a metrópole milenar de Sargão, mencionado na bíblia como rei da Assíria.

Algum tempo depois, o capitão inglês Henry Greswice, acabou descobrindo a biblioteca do rei Assurbanipal a 11km de Corsabad. Era a cidade de Nínive identificada nas escrituras bíblicas como sendo governada pelo mais maldoso homem que já existiu naquela época. Nestes achados haviam tabuletas de argila e cones com um tipo de escrita hoje identificada como, escrita cuneiforme. Esta escrita recebeu este nome por conta de seu formato cônico. Mas o mais impressionante aconteceu quando o francês Jean François Champollion desvendou o que estava escrito naquelas tabuletas em 1950. Surpreendentemente, aquelas tabuletas revelavam a história do dilúvio bíblico e seu personagem principal não era Noé, e sim Gilgamesh. Estas descobertas mudariam para sempre a história da bíblia e do povo daquela região. Devido a seus achados acredita-se que os deuses sumérios influenciaram toda a mitologia bíblica.

 

 

 

 


About Teka

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Ad Plugin made by Free Wordpress Themes